• Brenda Moreno

Como consumir proteínas sem comer carne?

Como já falamos anteriormente aqui no blog, a restrição alimentar possui vários tipos, e nem todos são decorrentes de doenças. Restrição alimentar é quando há a exclusão de determinados tipos de alimentos por completo da sua dieta, o que pode ocorrer por opção, como por exemplo no caso de pessoas vegetarianas e veganas.


O que muitas pessoas se perguntam e o que também pode ser sua dúvida, é: qual a diferença entre veganismo e vegetarianismo? A diferença é que quem é vegetariano não come carnes, seja ela de qual tipo for, bem como exclui qualquer outro ingrediente de origem animal. Já os veganos, além de seguirem uma dieta vegetariana estrita (excluem qualquer ingrediente de origem animal) também procuram sabotar todas as formas de exploração de animais, como por exemplo: não usam roupas de lã, não pescam, não utilizam produtos testados em animais e dentre outros.



Outra grande questão que pode surgir é: como vegetarianos e veganos obtêm fontes de proteínas, já que por senso comum isso se dá por meio do consumo de carnes. Antes de mais nada precisamos entender que as proteínas são de extrema importância para o nosso corpo, pois usamos este nutriente para criar e reparar tecidos, bem como são usados para formar músculos, sangue, pele e ossos, além de também serem usados para produzir enzimas e hormônios.


Logo, quando o indivíduo possui um déficit nos níveis de proteína, pode ser que ele tenha essas funções afetadas. Entretanto, isso é muito difícil de acontecer, já que as carnes não são as únicas fontes deste nutriente, sendo assim, alguns exemplos que podemos citar de proteínas vegetais, são:


  • Seitan = muito popular para a substituição da carne por conta da sua grande semelhança no que diz respeito à textura e aparência;

  • Tofu, tempeh e edamame = são proteínas vegetarianas completas;

  • Feijão-mungu = apesar de ser difícil de ser encontrado em lojas, pode ser encomendado na internet;

  • Lentilhas = são bastantes variadas, sendo que uma xícara de lentilhas cozidas fornece cerca de 18 gramas de proteínas;

  • Quinoa = é uma fonte de proteína vegetal completa possuindo os 9 aminoácidos essenciais necessários para o organismo;

  • Grão-de-bico: além de ser uma ótima fonte de proteína, também é uma ótima fonte de minerais, vitaminas e fibras;

  • Sementes de cânhamo = além de serem ótimas como fonte de proteína, elas possuem um equilíbrio ideal de ácidos graxos, ômega-3 e ômega-6.




Mas quais os benefícios de consumir proteínas vegetais quando comparadas às animais?


Já foi demonstrado que pessoas que seguem uma dieta vegetariana possuem menor risco de doenças crônicas, como por exemplo: doenças do coração e diabetes. Além do mais, essa população também possui menores níveis de lipoproteína de baixa densidade (LDL), bem como possui níveis de pressão arterial menores. Esses benefícios podem ser dados pelo menor consumo de gorduras saturadas, além do alto consumo de grãos integrais, fibras, frutas, vegetais e dentre outros.


Portanto, é importante lembrarmos que tanto veganos quanto vegetarianos precisam sempre estarem atentos aos rótulos de todos os alimentos, pois muito ingredientes de origem animal podem estar com o nome “disfarçado”, como por exemplo o corante à base do inseto cochonilha pode aparecer como corante natural carmim ou carmim de cochonilha.


E aí, gostou do assunto? Não esquece de curtir e compartilhar com aquele amigo que procura outras fontes de proteínas, além da fonte animal.



Referências:

https://br.iherb.com/blog/how-to-eat-protein-for-vegetarians/1073

https://www.ecycle.com.br/filosofia-vegana/

https://www.ecycle.com.br/proteinas-veganas/amp/



28 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo