>
Buscar
  • Terapêutica Jr

MEJ: o que é e como funciona o Movimento Empresa Júnior

Atualizado: Set 3

O que é o MEJ?

A pequena sigla “MEJ” significa uma enorme vontade dos jovens do Brasil e do mundo de revolucionar a forma como aprendemos e aperfeiçoamos nossas habilidades, principalmente de trabalho em equipe, criatividade, liderança e comunicação. Este é o Movimento Empresa Júnior.


História do Movimento no Brasil

A primeira Empresa Júnior do mundo surgiu em 1967, por alunos da L’École Supérieure des Sciences Economiques et Commerciale, em Paris. A ideia foi um sucesso e logo espalhou-se por toda a Europa. Cerca de 20 anos depois foi fundada a primeira empresa júnior no Brasil, por João Carlos Chaves na Escola de Administração da Fundação Getúlio Vargas (FGV).


Missão do Movimento 

“Formar por meio da vivência empresarial, empreendedores comprometidos e capazes de transformar o Brasil”.

O MEJ acredita no potencial do mercado brasileiro e entende que os jovens não precisam ser apenas o futuro do Brasil, mas o presente também. Afinal, desde 2010, o MEJ já impactou mais de R$ 70.000.000,00 na economia brasileira, que são integralmente reinvestidos na educação empreendedora dos estudantes.



Como funciona as empresas juniores (EJ’s) ?

“Mais fortes e conectados, em todo Brasil, formando líderes que fazem mais projetos de alto impacto”

Ok agora você já sabe o que é o MEJ e todo seu impacto, mas ainda deve estar se perguntando como esse movimento funciona. Bem, uma empresa júnior (EJ) é formada exclusivamente por estudantes de graduação que precisam criar projetos, realizar vendas e organizar todos os processos dentro da instituição, como uma empresa de verdade. Os professores atuam como orientadores e acompanham os projetos executados. Cargos e diretorias também são bem semelhantes aos de uma empresa sênior, que normalmente é composto pelo RH, projetos, marketing, administrativo financeiro e presidência. Mas é claro que cada empresa pode apresentar suas variações. Apesar da semelhança com as empresas tradicionais o método para se tornar diretor(a) ou presidente dentro de uma EJ é bem diferente. Para assumir um cargo de maior responsabilidade o membro deve participar de uma eleição interna, podendo ser semestral ou anual.

Contudo, a maior diferença de uma empresa júnior para as empresas comuns é que todas as EJ’s são instituições sem fins lucrativos e os membros trabalham de forma voluntária. Logo, o dinheiro arrecadado com a venda de projetos é inteiramente convertido na educação, capacitação e bonificações para seus membros. E é claro que, antes disso, existem os custos de manutenção da empresa como: impostos, contador, banco, energia e água em alguns casos, etc.


Benefícios de trabalhar em uma EJ

Agora você deve estar se questionando se realmente vale a pena investir seu tempo em uma empresa que não vai te remunerar em dinheiro. A resposta é: VALE A PENA SIM! Além das recompensas que listei anteriormente, separei mais alguns motivos que fazem valer a pena estar dentro de uma EJ.

Apesar de não receber o dinheiro na conta ao começo de cada mês, o empresário júnior consegue colocar em prática boa parte do conteúdo teórico que aprendeu na universidade, além de ganhar experiências que ele não conseguiria encontrar em nenhum outro lugar. Dentro de uma empresa júnior também é possível expandir seu networking (rede de contatos profissionais), vivenciar um pouco da realidade do mercado, aprender sobre comunicação e liderança, treinar habilidades como a organização, trabalho em equipe e visão de negócio. E mais: a carga horária de uma EJ é bem menor e mais flexível do que as empresas seniores, normalmente varia de 10 a 20 horas semanais.

Como participar do MEJ

Sentiu vontade de participar desse enorme movimento que cresce mais a cada ano? Vou te mostrar como você pode ser parte dessa revolução.

  • Participe do processo seletivo da empresa júnior do seu curso – As EJ’s já existentes fazem processos seletivos para o ingresso de novos membros, normalmente a cada 6 meses. Então se você já é um universitário procure quando ocorrem os processos e prepare-se para o desafio.

  • Crie sua própria Empresa Júnior - Não são todos os cursos em todas as universidades que possuem uma empresa júnior, mas todas nascem de um ou vários estudantes que possuem uma paixão pelo empreendedorismo e tem a vontade de fazer a diferença no país. Se o seu curso ainda não possui uma empresa júnior, talvez você e seus colegas possam ser os pioneiros em uma nova história.

  • Contrate uma empresa júnior - Caso você já não esteja mais na graduação e ainda tem interesse em apoiar o Movimento, você pode contratar uma EJ para realizar um projeto de seu interesse. Existem mais de 900 empresas juniores por todo Brasil e é quase certo que exista alguma com o perfil que pode te ajudar a tirar sua ideia do papel ou impulsionar seu negócio.


Agora você sabe o que é o Movimento e as principais características de uma Empresa Júnior, já pode participar dessa grande onda que vem transformando o Brasil. Se você gostou desse post e quer saber mais sobre o MEJ e como funciona uma Empresa Júnior, entre em contato conosco e siga a Terapêutica nas redes sociais!








18 visualizações

Formulário de Inscrição

61 99170-2828

©2020 por Terapêutica Jr.